IMPRENSA / NOTíCIAS / VEíCULOS ELéTRICOS SãO BONS PARA O AMBIENTE E PARA O CONCEITO DE CIDADES INTELIGENTES

FEIRA E CONGRESSO

21 a 23

setembro de 2017
das 12hs às 20hs

EXPO CENTER NORTE SP

PAVILHÃO AMARELO

INSCREVA-SE

O lançamento do BMW i3, o primeiro veículo elétrico da BMW, está gerando uma ampla agitação entre os entusiastas de automóveis, bem como entre pessoas que estão simplesmente preocupadas com o meio ambiente, e com razão. Trata-se de um passo significativo na direção a um momento no qual os automóveis não dependerão de combustíveis fósseis, o que por sua vez será uma colaboração significativa para todo o conceito de cidade inteligente “Smart City”.

 

O website FleetDirectory, uma fonte de notícias para “qualquer assunto relacionado a frotas”, acompanhou o lançamento e observou o papel que a Schneider Electric está desempenhando na entrega da estação de recarga para veículo elétrico que será oferecida com o i3.

Conforme o site relata:

Cada BMW i3 pode ser carregado utilizando uma tomada doméstica padrão de 2,4 kW durante oito a dez horas.

Ele também pode ser recarregado a partir do zero a 80% em três horas, utilizando uma tomada de 7,4 kW ou o Wallbox opcional do BMW i que, conforme a BMW afirma, foi criado para “oferecer uma experiência de mobilidade abrangente e premium aos clientes”.

A Wallbox deve ser instalada por um eletricista qualificado, mas a Schneider Electric está oferecendo um pacote que abrange uma avaliação da infraestrutura necessária para instalação, entrega, instalação e manutenção.

Em alguns países, os incentivos governamentais reduzirão drasticamente o custo do Wallbox. No Reino Unido, por exemplo, o governo vai subsidiar até 75% do seu custo, fazendo com que a taxa para o cliente seja de ₤ 315 (US$ 483), de acordo com este vídeo da BMW Reino Unido.

O Wallbox também vem com um temporizador de sete dias que permite aos clientes definir quando eles gostariam de carregar o veículo, permitindo tirar proveito dos períodos em que a eletricidade custa menos. Os clientes que aproveitarem esse recurso podem pagar menos de ₤ 2 por uma carga completa, no Brasil essa carga completa seria em torno de R$ 7,50. E conforme mencionamos em uma publicação anterior, uma carga completa lhe proporcionará uma autonomia de cerca de 160 quilômetros.

Tudo isso representa uma boa notícia para os veículos elétricos (EVs), e para o conceito de Smart City. As cidades atualmente representam apenas 2% da superfície da Terra, mas são responsáveis por 50% da população mundial, 75% do consumo de energia e 80% das emissões de CO2. E elas estão crescendo rapidamente, com algumas estimativas afirmando que elas abrigarão 70% da população mundial nos próximos 40 anos. Claramente enfrentaremos alguns grandes desafios em termos de congestionamento e de poluição.

Os EVs podem ajudar a enfrentar esse desafio. A Schneider Electric acredita que eles farão parte de um ecossistema de mobilidade inteligente, juntamente com as redes sociais, sistemas de gerenciamento de tráfego e ferramentas de consumo que ajudarão no gerenciamento da disponibilidade de estacionamento e congestionamentos de trânsito. Todos estes sistemas se integrarão para criar uma experiência aprimorada ao motorista, ajudando a reduzir as emissões de CO2.

Certamente os EVs são apenas uma peça do quebra-cabeça, mas poderão ser um impulsionador para outros sistemas. Quando uma cidade ou região deseja oferecer suporte a muitos EVs, ela geralmente também precisa investir na rede elétrica. Atualizar a infraestrutura da rede permite então outros serviços “inteligentes”, como os programas de resposta à demanda e pode ser um catalisador para a criação de novas ofertas de geração de energia distribuída. Tais ofertas podem incluir energia renovável localizada e estações de produção de energia a partir de resíduos, por exemplo. Afinal de contas, uma cidade é um sistema de sistemas, e um investimento em uma área deve incluir a análise de oportunidades nos sistemas de ligação.

O lançamento do BMW i3 é um exemplo muito sofisticado, mas estes são os tipos de desafios nos quais a Schneider Electric está trabalhando com os seus parceiros diariamente.

Fonte: Voltimum

 

Vídeos

VE na GLOBONEWS

Sete milhões de veículos elétricos foram vendidos em todo o mundo no primeiro semestre de 2013.

Ver todos