IMPRENSA / RELEASE / 10º SALãO LATINO AMERICANO DE VEíCULOS ELéTRICOS SERá LANçADO NA PRóXIMA QUARTA-FEIRA, DIA 27, EM SãO PAULO/SP

FEIRA E CONGRESSO

21 a 23

setembro de 2017
das 12hs às 20hs

EXPO CENTER NORTE SP

PAVILHÃO AMARELO

INSCREVA-SE

10º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos será lançado na próxima quarta-feira, dia 27, em São Paulo/SP

Montadoras de carros e ônibus elétricos, fabricantes de bicicletas e motos, além de entidades ligadas ao setor, empresas de desenvolvimento de novas tecnologias, entre outros, estarão reunidos no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, para o lançamento oficial do evento.

A MES Eventos, do empresário Ricardo Guggisberg, com apoio da ABVE e INEE, lançará na próxima quarta-feira, dia 27, a 10ª edição do Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias. O lançamento, que será realizado no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, às 20h, contará com a presença de órgãos e entidades como a ANFAVEA, FIESP, AEA e CPqD, e representantes de empresas do setor automobilístico como Citroën/Peugeot, Renault/Nissan, Toyota, Fiat, Eletra, Volvo, além de fabricantes de pneus e componentes voltados ao veículos elétricos.

A próxima edição do evento, um dos mais importantes do segmento na América Latina, já tem local e data definidos: de 4 a 6 de setembro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Em 2014, o Salão contará com várias inovações. A começar pelo site oficial do evento, que ganhará novo layout, notícias diárias sobre as movimentações no setor de veículos elétricos, fotos e vídeos exclusivos, além da inscrição online para o Congresso. A planta foi totalmente reformulada, com destaque para a ampliação da pista de testes, sucesso na edição em 2013, e área de modelismo elétrico. O Congresso também terá novo formato, com uma gestão mais científica, e dirigida pelos maiores especialistas em veículos elétricos, do Brasil e exterior. Será criada também, uma galeria especial para trabalhos acadêmicos das Universidades, incentivando o foco em mobilidade urbana.

“Todas essas novidades serão importantes para tornar o evento ainda maior, além de reforçar o seu importante papel de ser a principal ponte entre a indústria, comércio e consumidores, e quebrar, de uma vez por todas, as barreiras e mitos que ainda existem sobre os VEs”, afirma Guggisberg.

Veículos elétricos no Brasil e no mundo

Hoje em dia, em função das crescentes exigências por redução nas emissões e por ações sustentáveis, é importante ressaltar que também cresce a quantidade de desenvolvimento no setor e veículos elétricos em busca de tecnologia mais eficiente e com custos mais acessíveis.

O Brasil tem vocação natural para contribuir com estas questões, já que estamos falando de um país onde a grande parte da energia elétrica gerada vem de fontes renováveis, como hidrelétricas, usinas solares e parques eólicos.

E o 10º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias, assim como nas edições anteriores, têm como objetivo, além de promover a discussão sobre o tema, levar ao público em geral o que existe de mais moderno quando o assunto são veículos elétricos, desde carro, ônibus, motos, bicicletas, patinetes e cadeiras de rodas, e mostrar que estes veículos deixaram de ser protótipo e já são realidade.

Segundo dados da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE) o primeiro semestre de 2013 termina com a marca de 7 milhões de carros híbridos comercializados em todo o mundo. No Japão, um dos países pioneiros na comercialização dos híbridos nos anos 90, as vendas já correspondem a 11%. Nos Estados Unidos, um dos principais mercados automotivos do mundo, o número chega a 4%.

Ainda segundo a ABVE, três milhões de veículos leves elétricos deverão circular pelo mundo em 2020. Em 2025, serão 10 milhões e, e em 2030, esse número deve chegar a 19 milhões de unidades, de acordo com um estudo da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE).

No Brasil, a tendência é que a quantidade também cresça se considerarmos que para ter direito aos descontos no IPI previstos pela politica automotiva, as montadoras terão de melhorar em, no mínimo, 12% a eficiência energética de seus veículos até 2017. No Paraná, por exemplo, tramita na Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) um projeto que prevê a isenção de ICMS aos veículos de passageiros que contenham motores a combustão e elétricos.

“É importante que a população conheça as novas tecnologias que contribuem para a melhoria do cotidiano. Só com a popularização da mobilidade elétrica é que teremos um aumento na demanda desse tipo de veículo no país, o que fará com que ele se torne cada vez mais acessível no mercado”, finaliza Guggisberg.

Informações à imprensa
M.Free Comunicação
Paulo Tonon, Roberta Provatti e Marcio Freitas
(11) 3171-2024

Vídeos

VE na GLOBONEWS

Sete milhões de veículos elétricos foram vendidos em todo o mundo no primeiro semestre de 2013.

Ver todos